Qualidade do sono

Qualidade do sono e produção hormonal: entenda a relação

Você sabia que existe uma íntima relação entre a qualidade do sono e a produção hormonal de nosso organismo? É por isso que horas insuficientes de sono podem impactar significativamente diferentes tipos de hormônios essenciais para o adequado funcionamento do corpo.

Nos próximos parágrafos, você poderá entender melhor esse assunto. Então, continue a leitura e saiba mais!

Baixa qualidade do sono e produção hormonal

Enquanto dormimos, o hipotálamo, que faz a conexão entre os sistemas centrais do corpo, envia sinais para que nosso sistema endócrino libere uma série de hormônios. Por exemplo:

  • Prolactina: atua na produção do leite materno, além de uma série de outras funções do corpo, como o metabolismo;
  • Oxitocina: muitas vezes chamado de “hormônio do amor”, esse hormônio desempenha um papel fundamental no comportamento humano, sendo um dos mais importantes para a ligação entre a mãe e o seu bebê;
  • Hormônio do crescimento: esse hormônio é especialmente importante para o adequado desenvolvimento das crianças, uma vez que tem um papel fundamental no processo de crescimento;
  • Hormônio Antidiurético: esse hormônio impede que nossos rins liberem muita água. Ou seja, ele ajuda o corpo a sentir menos necessidade de ir ao banheiro durante a noite.

Claro, há vários outros tipos de hormônios que são produzidos durante o sono. Mas, pelos exemplos acima, fica evidente que dormir bem é um fator essencial para pessoas de todas as idades e gêneros.

Considerações importantes

Uma vez que estamos falando sobre a qualidade do sono e seus impactos na produção hormonal, não poderíamos deixar de lado o cortisol. Esse hormônio ajuda a pessoa a ficar mais alerta, a se sentir mais acordada.

Porém, no momento de dormir, o ideal é que seus níveis estejam bem baixos. No entanto, nem sempre isso acontece e a pessoa acaba não conseguindo dormir bem. A título de curiosidade, um dos principais gatilhos para a liberação de cortisol no organismo é o estresse.

Quase que todos os hormônios apresentam “falhas de funcionamento” quando a pessoa tem problemas para dormir. A prolactina pode interferir na sua imunidade. Se seu organismo não produz prolactina à noite, devido a pouca qualidade do sono, pode ser um problema. Além disso, seu corpo pode começar a produzi-la durante o dia, dando origem a diversas outras reações que podem afetar sua saúde.

Homens com padrões anormais de sono tendem a ter níveis mais baixos de testosterona. Esse fator pode contribuir para a diminuição da libido, além deixar o indivíduo mais propenso a ter problemas relacionados a sua saúde reprodutiva.

Melhore a qualidade do sono

Evitar estimulantes antes de se deitar, cuidar da alimentação e preparar o ambiente para o sono (desligar a TV, por exemplo) pode ajudar a melhorar a qualidade do sono. Para finalizar, se mesmo com a devida atenção você ainda não consegue dormir bem, converse com um médico para obter orientações mais adequadas ao seu caso. Muitas vezes, as causas de noites mal dormidas podem ter origens mais profundas e que merecem tratamento específico.

Quer saber mais? Estou à disposição para solucionar qualquer dúvida que você possa ter e ficarei muito feliz em responder aos seus comentários sobre este assunto. Leia outros artigos e conheça mais do meu trabalho como endocrinologista em São Paulo!

Comentários

O que deseja encontrar?

Compartilhe

Share on facebook
Share on linkedin
Share on google
Share on twitter
Share on email
Share on whatsapp