menopausa

Conheça os principais sintomas da menopausa

Menopausa é o nome dado à última menstruação, que ocorre, em geral, entre os 45 e os 55 anos, devido à interrupção da produção dos hormônios femininos pelos ovários. Quando ocorre por volta dos 40 anos, é chamada de menopausa precoce ou prematura.

É importante ressaltar que a principal característica da menopausa é a parada da menstruação. Por isso, ela não deve ser confundida com o climatério, que é o período de transição do período reprodutivo, ou fértil, para o não reprodutivo na vida da mulher. Dessa forma, a menopausa é um fato que ocorre durante o climatério. No climatério há uma diminuição das funções ovarianas, fazendo com que os ciclos menstruais se tornem irregulares, até cessarem por completo.

O diagnóstico da menopausa só pode ser feito depois que a mulher passou doze meses sem menstruar. Já o diagnóstico do climatério pode ser feito com base nos sintomas, exame clínico e alguns exames laboratoriais de sangue. 

Sintomas da menopausa

A maioria das mulheres começam a apresentar os sintomas da menopausa já no início do climatério, que aumentam com a diminuição progressiva das concentrações de hormônios femininos.

Entre os principais sintomas da menopausa estão:

  • Sintomas vasomotores: mais conhecidos como ondas de calor ou fogachos, ele causa momentos súbitos de sensação de calor no rosto, pescoço e parte superior do tronco, que podem vir acompanhados de sudorese, palpitações cardíacas, vertigens e fadiga muscular. Esse sintoma atinge 80% das mulheres na menopausa;
  • Síndrome geniturinária (SGM): caracterizado por alterações na vulva, vagina, uretra e bexiga, ressecamento vaginal, dor à penetração e diminuição da libido;
  • Irregularidades no ciclo menstrual: irregularidades dos ciclos menstruais e na quantidade de fluxo sanguíneo;
  • Alterações no corpo: é possível que a falta do hormônio cause a diminuição do brilho da pele, deixe as unhas mais quebradiças e favoreça a concentração de gordura na barriga;
  • Sintomas urogenitais: algumas mulheres relatam dificuldade para esvaziar a bexiga, dor para urinar, incontinência urinária e infecções frequentes;
  • Irritabilidade ou depressão: o estrogênio está associado a sentimentos de bem-estar e autoestima. Sua diminuição no organismo pode levar ao aumento de momentos de irritabilidade, choro descontrolado, depressão, distúrbios de ansiedade, perda de memória e insônia;
  • Osteoporose: devido à ausência de estrogênio, após a menopausa, a mulher pode sofrer de osteoporose, doença que causa enfraquecimento ósseo;
  • Risco aumentado de doenças cardiovasculares: a doença coronariana é a principal causa de morte depois da menopausa.

Tratamentos para a menopausa

O principal tratamento para a menopausa é a terapia hormonal. Esta consiste na reposição dos hormônios estrogênio e progesterona por meio de medicamentos. Seu principal objetivo é melhorar a qualidade de vida da mulher. Porém, existem contraindicações que devem ser avaliadas, tais como o risco de doenças cardiovasculares, trombose, câncer de mama e de endométrio, distúrbios hepáticos e sangramento vaginal de origem desconhecida.

Por isso, é importante conversar com o seu médico. Sendo essencial avaliar os aspectos positivos e negativos, de acordo com o seu quadro. Quer saber mais? Estou à disposição para solucionar qualquer dúvida que você possa. Ficarei muito feliz em responder aos seus comentários sobre este assunto. Leia outros artigos e conheça mais do meu trabalho como endocrinologista em São Paulo!

Comentários
Dra. Adriana Pessoa

Posted by Dra. Adriana Pessoa