longevidade

7 dicas para aumentar a longevidade

O brasileiro está vivendo mais. A última projeção divulgada pelo  Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) apontou que a expectativa de vida é a maior já registrada no país, chegando aos 79,6 anos para as mulheres e 72,5 para os homens.

Para aumentar a longevidade, é preciso manter uma série de cuidados durante toda a vida. E a endocrinologia é uma das especialidades médicas que pode ajudar o paciente a chegar à terceira idade com saúde e disposição.

Neste artigo, trazemos 7 dicas para você envelhecer de forma saudável. Continue a leitura e saiba mais!

1. Não fume

O hábito de fumar é um dos maiores inimigos da saúde, e estudos mostram que o cigarro é fator de risco para quase 50 doenças diferentes.

A ele, estão atribuídas mortes por doença coronariana, infarto na faixa etária abaixo de 65 anos, bronquite crônica e enfisema pulmonar, doenças vasculares — incluindo AVC —, câncer de pulmão e outros tipos de câncer, como o de boca, laringe, faringe, esôfago, estômago e pâncreas.

2. Não beba em excesso

Apesar de algumas pesquisas apontarem os benefícios no consumo moderado de álcool, deve-se ter muita prudência. Isso porque a linha entre o consumo tolerável e o nocivo é tênue.

A bebida em excesso pode causar problemas graves de saúde, os quais, muitas vezes, podem ser irreversíveis. Como é o caso da cirrose hepática,  infarto do miocárdio,  trombose,  vários tipos de câncer e demência.

3. Controle o colesterol

Os índices de colesterol influenciam muito a saúde do organismo. Quando o chamado colesterol ruim (LDL) está alto, ele pode se acumular nas artérias, aumentando o risco de infarto e AVC. Já o colesterol bom (HDL) tem o papel protetor de retirar o colesterol das artérias para a excreção pelo fígado.

4. Cuidado com a pressão

A pressão alta, quando não é controlada, traz sérios riscos para a saúde, podendo ocasionar problemas como o infarto e o derrame.

Muito importante procurar auxílio médico para tratar a hipertensão arterial e prevenir comorbidades.

5. Controle a glicemia

A glicemia é outro fator que interfere diretamente na qualidade de vida e na longevidade. Isso porque o diabetes causa inúmeras complicações para o organismo, com consequências para órgãos como o coração. Esta doença aumenta o risco de doença cardiovascula, danos para os rins, e para as artérias da retina e cérebro. As consequências englobam doença renal, cegueira, amputações, demência e alguns tipos de câncer.

6. Cuide da alimentação e mantenha o peso

Uma dieta variada, composta por proteínas, carboidratos, lipídios, fibras, vitaminas e minerais é essencial para uma vida saudável. Os alimentos coloridos e naturais garantem a diversidade de nutrientes que o organismo necessita para seu funcionamento pleno.

Além de prevenir doenças, uma alimentação saudável garante disposição, auxilia a manter o bom humor, ajuda na perda e na manutenção do peso e melhora a qualidade do sono.

7. Faça atividade física

A prática de exercícios físicos vai muito além da estética, pois ajuda a prevenir doenças, aumenta a capacidade respiratória, circulatória e a densidade óssea e contribui com a criatividade e a memória. Além disso, a atividade física atua no combate ao estresse e à depressão.

Viver mais tempo e envelhecer com saúde é um dos grandes desafios da humanidade. O que se sabe é que, para garantir a longevidade, é preciso ter qualidade de vida, estar sempre atento à saúde, fazer acompanhamento médico, ter uma boa alimentação e praticar exercícios.

Quer saber mais? Estou à disposição para solucionar qualquer dúvida que você possa ter e ficarei muito feliz em responder aos seus comentários sobre este assunto. Leia outros artigos e conheça mais do meu trabalho como endocrinologista em São Paulo!

Comentários
Dra. Adriana Pessoa

Posted by Dra. Adriana Pessoa