Excesso de pelos

Excesso de pelos: por que surgem e como controlá-los

Pelos são comuns em todos os corpos, em diversos lugares e quantidades. Cada pessoa apresenta suas próprias características quanto a isso e, na maioria das vezes, elas são naturais e saudáveis. Todavia, em alguns casos, pode existir excesso de pelos, incomum para aquele organismo.

Esse excesso é mais facilmente identificado em mulheres, que comumente apresentam pouco pelo corporal e facial. Ainda assim, homens, mesmo que sejam naturalmente mais predispostos a terem muitos pelos, podem perceber um excesso, principalmente em locais não tão comuns. Se isso acontecer, o que significa? E o que fazer?

Entendendo o excesso de pelos

Inúmeras condições podem ser a causa para o problema. Conheça as principais:

Hirsutismo

Este é o nome dado para o excesso de pelos em mulheres. Os pelos surgem em locais tipicamente masculinos, como rosto, abdômen ou costas. Podem até mesmo vir acompanhados de outros sintomas, como menstruação desregulada, problemas de fertilidade, aumento da massa muscular, engrossamento da voz ou acne. Isso tudo porque o hirsutismo é resultado de um desequilíbrio hormonal.

De 5% a 8% das mulheres em idade fértil podem apresentar o transtorno, que ocorre pelo aumento de andrógenos no corpo, hormônios mais presentes, normalmente, nos homens. A razão mais provável para o desenvolvimento de hirsutismo é a síndrome dos ovários policísticos, mas outras devem ser consideradas antes de se chegar a um diagnóstico, como a obesidade ou a Síndrome de Cushing.

Hipertricose

Esta é uma patologia que consiste no excesso de pelos em geral. Não possui razões de origem hormonal.Na maioria das vezes, trata-se de hereditariedade. Os pelos podem nascer nos braços, pernas e rosto.

Genética

A hipertricose é uma patologia, mas nem sempre há algo de errado com pelos excessivos, medicamente falando. Às vezes, trata-se apenas de como a genética funcionou para você. Se há membros na família com o mesmo problema, as chances de que os descendentes também a tenham são altas.

Anabolizantes ou medicamentos

O uso de anabolizantes aumenta os níveis de testosterona no organismo, o que, naturalmente, aumenta a quantidade de pelos no corpo. Certos medicamentos, como alguns usados para tratar endometriose, oferecem um risco parecido.

O que fazer?

Para resolver esse problema, o melhor é procurar uma combinação de profissionais para te ajudar. Primeiramente, você precisa saber a causa desse excesso, o que só será possível com um diagnóstico. Endocrinologistas são os especialistas ideais, já que tratam do equilíbrio hormonal e poderão confirmar ou descartar causas dessa área.

Em seguida, você precisará seguir com o tratamento médico informado, se for necessário, e procurar procedimentos estéticos, como a depilação definitiva, por exemplo. Essa união de procedimentos ajudará a se livrar do excesso de pelos para valer e a recuperar a sua autoestima.

Quer saber mais? Estou à disposição para solucionar qualquer dúvida que você possa ter e ficarei muito feliz em responder aos seus comentários sobre este assunto. Leia outros artigos e conheça mais do meu trabalho como endocrinologista em São Paulo!

Comentários
Dra. Adriana Pessoa

Posted by Dra. Adriana Pessoa