obesidade

5 disfunções endócrinas que podem levar à obesidade

A obesidade, problema que atinge mais de 2 bilhões de pessoas no mundo, tem entre suas causas a má alimentação, aliada a uma vida sedentária. Entretanto, outra possível causa para a doença é a disfunção endócrina.

O sistema endócrino é responsável pela produção de hormônios. Eles são secretados no sangue e vão regular diferentes células e tecidos do organismo. 

As principais glândulas endócrinas são hipófise, tireoide, paratireoide, pâncreas, suprarrenal, ovários e testículos. A disfunção de uma delas pode comprometer toda nossa saúde levando, inclusive, ao sobrepeso. 

Abaixo estão listadas algumas disfunções endócrinas que podem levar à obesidade

Hipotireoidismo

É uma doença do sistema endócrino em que a glândula tireoide não produz hormônios em quantidade suficiente, deixando o metabolismo muito lento e dificultando a tarefa de gastar calorias. Os sinais e sintomas mais comuns de hipotireoidismo são inchaço, principalmente nas pernas e nos olhos, dor de cabeça, pele seca, constipação, sensação de frio, depressão, sonolência e pressão alta.

Síndrome de Cushing

Essa síndrome faz com que o corpo produza cortisol (hormônio do estresse)  em excesso, devido a um problema na hipófise ou na suprarrenal. Os sinais e sintomas desse problema são bem típicos: face arredondada e obesidade do tronco, em contraponto a pernas e braços finos. 

Síndromes hipotalâmicas

Problemas no hipotálamo, região do cérebro que produz hormônios essenciais para o corpo, podem levar ao excesso de peso e gordura corporal. O hipotálamo manda o estímulo à hipófise, que estimula outras glândulas, como ovários e testículos, por exemplo. Por isso que, quando o hipotálamo e/ou a hipófise falham, os outros hormônios ficam desregulados.

Diabetes

Diabetes é uma doença causada pela falta ou mal funcionamento da insulina. Ela é responsável por estocar glicose dentro das células, que utilizarão esse carboidrato como fonte de energia para a realização de suas funções vitais. Com o excesso dessa substância, mais glicose é estocada e se transforma em tecido gorduroso, processo chamado de lipogênese.

Síndrome dos Ovários Policísticos

Nesta síndrome, as mulheres apresentam aumento na produção de hormônios androgênios e elevação dos níveis de insulina, aumentando o risco de diabetes. A grande maioria das pacientes apresenta sobrepeso ou uma grande dificuldade de manter o peso ideal. 

Outro problema ligado ao sistema endócrino e que pode levar à obesidade

Pessoas que sofrem de insônia produzem menores quantidades de leptina – hormônio capaz de controlar a sensação de saciedade. Isso mostra o quanto o sono está relacionado aos fatores preventivos do excesso de gordura corporal.

Durante o sono, os níveis de leptina aumentam, sinalizando que temos energia suficiente para o momento. Na privação do sono, os níveis de leptina diminuem resultando no aumento da fome e no armazenamento das calorias ingeridas

É preciso lembrar que a obesidade é uma doença e que precisa haver tratamento específico. Ele pode envolver medicamentos e, obrigatoriamente, mudança no estilo de vida, com dieta e exercícios.

Quer saber mais? Estou à disposição para solucionar qualquer dúvida que você possa ter. Ficarei muito feliz em responder aos seus comentários sobre este assunto. Leia outros artigos e conheça mais do meu trabalho como endocrinologista em São Paulo!

Comentários
Dra. Adriana Pessoa

Posted by Dra. Adriana Pessoa